"Sal da Terra e Luz do Mundo”, Mt 5,13-14

5º Dia da AG da CNBB: Acompanhe o relato de Dom Josafá Menezes sobre a programação do dia

Depois dos dias de Retiro Espiritual, a 56ª AG da CNBB retoma, num dia chuvoso, o seu percurso. O primeiro gesto do dia aconteceu no Santuário Nacional, a celebração da Eucaristia, presidida por Severino Clasen, Presidente da Comissão para os Leigos.

Depois da missa, novamente, nos reunimos no Subsolo da Basílica, onde foram tratados vários do interesse dos bispos.

Terminada a “Privativa”, todos se deslocaram para o Centro de Eventos Padre Vitor Coelho, onde aconteceu imediatamente o primeiro escrutínio para votação dos delegados e suplentes do Sínodo dos Bispos sobre a juventude e discernimento vocacional. Foi apresentado o Pensando o Brasil n. 5 – “Igreja e Estado Laico” e encaminhado trabalho de grupos. Com esse trabalho, concluiu-se a sessão da manhã.

A sessão tarde começou com apresentação das reflexões feitas nos diversos grupos sobre a Laicidade.

Depois o segundo escrutínio de votação foi eleito o primeiro delegado, cujo nome não será divulgado, senão depois da confirmação do Papa Francisco.

Em seguida foi chamado o grupo que administra o fundo “Comunhão e Partilha” para ajuda dos seminaristas maiores (filosofia e teologia) das dioceses mais necessitadas.

Depois foi apresento um relatório do Setor de Pastoral Universitária em Roraima, ajudando os refugiados venezuelanos.

Por último, foi entregue o texto do tema central para a votação definitiva. Antes, alguns membros do plenário fizeram uma rodada de intervenções para aperfeiçoar o texto. Dom Jaime Splenger fez os comentários conclusivos e o texto foi entregue para votação final, que assembleia tem o prazo até terça-feira, no primeiro momento da manhã.

Foi feito o terceiro escrutínio para a escolha do segundo delegado, surgindo o nome do segundo delegado para o Sínodo sobre os jovens.

Voltar